sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Tanto tu. Sempre tu.


Agora, que estás frente a frente a mim deixa-me dizer que adormeço pensando que me encontro suspensa pelos teus braços. E que não tem sido fácil possuir uma sublime vontade de te ter do meu lado, para vivermos na presença, um do outro e acordar para perceber que estás longe, bem longe da vista, bem longe do toque das minhas mãos. Concretizar todos os planos que outrora traçámos em conversas desgovernadas começa a ser um desejo a virar como que utopia. Quero-nos aqui e agora. A ti e a mim. E aqui vou eu, afastando quem mais quero manter do meu lado. Às vezes, faço-o para testar-te, faço-o inatamente com a esperança que o resultado seja tu ficares agarrado a um penhasco, lutando para subires para cima, sítio onde te empurrei. Esquece o que de mau disse e jurei ser verdade. Juro. É só a tua mão tocar a minha e tudo deixa de ser o que fizemos parecer. Bem-vindo ao meu Mundo, não é fácil mas fazes com que pareça, quando aqui estás.

8 comentários:

Lady me disse...

LINDO!

Às vezes sinto-me assim...

Beijinho*

Fabiana Gomes disse...

Tão bonito!
Adoro o que escreves :)

Clube dos desgostos disse...

Sei o que é sentir isso..Esse , inconscientemente, "teste.."
Beijinhos
Vicky

katie. disse...

Encontrei-te por acaso e tenho de dizer-te que adorei o teu blog. Eu, que também empurrei de um penhasco e que vou afastando quem mais quero do meu lado. Cada palavra tua podia ser minha. Fiquei fã...
Quando quiseres, passa no meu cantinho.
beijinhos

ClaudiaMar disse...

Um beijinho. Sempre repleta de qualidade e bom gosto :)

CátiaSofia disse...

Eu também continua a espera e nem sabes como eu te compreendo. Gostei das palavras.
Desculpa a ausência. Beijo grande.

Vanessa disse...

Que lindo esse blog. *-* Seguindo. Passa no meu?

Melissa TTC disse...

Está consideravelmente enternecedor, este texto em jeito de poema. Apenas um reparo: "frente a frente a mim", que me parece uma pequena falta de atenção.

Keep on