domingo, 21 de junho de 2009

Amigas!(da onça)


Recebo uma mensagem na qual me arrelia, que o complemento directo, dela seja – ele. Sim, esse ele! Aquele ele, que luto diariamente para esquecer que existe! Seguindo em frente, a mensagem dizia mais ou menos isto: “ Estive ontem com o M”. (Para quem não sabe o M., é o meu ex). Era de uma amiga minha. Já não é a primeira vez que isto acontece! Não quero ouvir falar desse indivíduo, respondo eu. Ela teima em querer continuar com o assunto. Diz, que acha que é passageiro. Eu asseguro-lhe que não tenho de viver acorrentada a ele, e faço o mesmo que ele faz. E ao que vejo, damo-nos bem assim. Sem qualquer problema, e se for preciso falamos. Finalmente, começo a encontrar o meu caminho…

Ouve lá, mas que raio de amiga me saíste!? Viste-o na noite? Pronto, fantástico para ti e para ele. Agora deixa-me viver a minha vida. Porque já se passaram 5 meses e eu não tenho de levar com um: “ Estive ontem com o M”. Ainda teve a amabilidade de me dizer, que ele anda mais calmo. Ouve: Não quero saber! Cheira-me que ela sabe algo, que eu não sei. Mas não faz mal, deixem andar quem anda. Só queria mesmo, era fazer uma solicitação: Não interrompam a minha vidinha para me virem falar numa criatura que me causou tanto sofrimento. Não é compatível com a minha maneira de estar hoje na vida.

Quase que me atrevo a dizer, que fazem isto propositadamente para me deitarem abaixo. Desta vez não deixei.

P.S. Pergunto outra vez, caros bloguistas: Que raio de amiga é esta!?

7 comentários:

Daisy Maria disse...

é mesmo uma amiga da onça, mesmo mesmo mesmo. coitada, vá fazer filhinhos e deixe-te em paz!

Este Blogue precisa de um nome disse...

Também não me pareceu muito amiga!!! Se calhar é infantilidade ou ingenuidade de achar que não te magoa!

Andre Simoes disse...

Realmente de amiga, com uma atitude do género teve muito, muito pouco. A amizade não se compadece com gestos desses, principalmente quando a dita amiga, saber perfeitamente que não te irá ajudar em nada com uma mensagem desse calibre. Espero que não tenha sido propositado, por aí sim foi de facto bastante mau e acima de tudo grave.

E não te deixes abater por atitudes do género, se estás bem só tens que continuar esse teu novo rumo. ; )

Beijinho grande *

Andre Simoes disse...

Ups, esqueci-me de agradecer os teus parabéns que me deste ; D E concordo plenamente contigo em relação, "ao tudo passa", é sem dúvida uma grande verdade, o tempo encarrega-se de apagar tudo, apesar de existirem coisas que ficam para sempre guardadas, sejam as mais positivas, ou as menos. ; D

Joana ' disse...

Oh minha querida.. Obrigada pelas tuas palavras.
Em relação ao que disseste sobre a tentação que advém de uma simples mensagem, tiveste razão. Acabei por encontrá-lo ontem à noite, falámos como simples amigos... Toda a nossa história ficou para lá daquele ambiente de festa!
De qualquer forma, consegui resistir! Sei que em parte se deveu às tuas palavras, Obrigada!..

Em relação à tua amiga, tens que ver qual o objectivo dela ao enviar-te a tal mensagem. Pode ter sido sem qualquer intenção de magoar-te ou não.. Se não foi acho muito sinceramente que o epíteto de 'amiga' não se adequa!

Beijinhos minha querida, Obrigada pelas tuas palavras

ADEK disse...

Depende sempre da intenção de quem manda esse género de mensagens. Pode ser que queira realmente importunar, ou apenas informar, para não vires a saber por outras pessoas. Ou então é apenas daquela malta que gosta de informar de todos os passos. Seja como for, "Que raio de amiga é ela?" só tu podes responder...

Da nossa parte, apenas FORÇA:) vai tudo correr bem (como de resto está mesmo a correr, segundo percebi:))

B. disse...

Pois, depende mesmo da intenção de quem manda a mensagem... :)*