sábado, 20 de junho de 2009

Babas e Ranhos.



(Agora sim, vem um texto daqueles lamechas, pronto! Vá, já sei que está muito calor e ninguém tem paciência para 'estas' coisas. Mas ler, enaltece a alma. Muito agradecida!)


Gosto de ti, Amor, na tua fase inicial! Desculpa Amor, mas aqui vou-te intitular de Paixão. Não fiques amargurado, meu querido, é aqui que dás as maiores demonstrações disso mesmo. É aqui que vemos se te metamorfoseias naquilo que mais idolatramos ter nas nossas vidas – Amor. Bem sei que és frágil, e que qualquer sentença pode ser precursora para o teu descontentamento. Mas deixa lá, nós sempre gostamos de sentir o sabor da vitória, o cheiro de terra molhada num dia de chuva, numa trincheira. A nossa pátria és tu, Amor. Por ti, temos consumado as maiores loucuras. Por ti, temos chorado rios. Sejam elas mil lágrimas sem cessar, acompanhas de seguida por apenas um sorriso cintilante – Valeu a pena! Por ti, temos vivido e por ti temos lutado. Não nos arrependemos e por ti não arredamos pé. Confia em nós. Desta vez não te vamos decepcionar!

4 comentários:

Daisy Maria disse...

muito enaltecida, a minha alma :)

ClaudiaMar disse...

Bronkenhearted: apesar dos 33ºC à sombra eu li! A imagem só por si chama a atenção. Continua, estamos aqui.

Wolve disse...

chega a ser inspirador, este post... XD

ADEK disse...

Adorei:D *