quinta-feira, 14 de abril de 2011

Das amizades antigas





Da convivência diária com pessoas diferentes, cada vez mais me orgulho das pessoas de que me faço rodear. Porque isto de manter as amizades de muito tempo tem muito que se lhe diga, e muito tarabalho que se faça. É como manter um carro, de vez em quando é preciso levar óleo, fazer uma pequena revisão para que mais tarde não te deixe ficar a pé. Mas dá gosto, muito gosto voltar para quem sabemos que nos acolhe no matter what comes.
As novas, existem. São saudáveis e espera-se que fiquem na mesma gaveta das antigas.

2 comentários:

Susana Comprido disse...

and you know that I'm here no matter what comes! :)
you better know! :P

Sally disse...

Há amizades e amizades :)