quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010



O cheiro a livros usados, a velha cabra lá no alto, o gritar das praxes académicas, o cheiro a tradição desde que o Sol se deita até que o Sol acorda. Estás, onde és feliz. Rodeada de tudo e de nada.










4 comentários:

Phyxsius disse...

'Tá mal! Muito mal... Isso de fazer inveja a quem agora não pode estar em Coimbra, é muito feio. :p

É engraçado ver que quem passa por Coimbra não esquece, nem deixa de gostar. É uma cidade apaixonante!

Fabiana Gomes disse...

Só fui a coimbra uma vez e apaixonei-me de tal maneira que sempre quiz ir para lá estudar... Mas a vida trocou-me as voltas... mas adorei o texto :)

Ny' disse...

Coimbra marca :'D
*.*

Rita disse...

Coimbra :), (minha) Coimbra! toda a tradiçao que a preenche me faz mais ter orgulho nela *