sexta-feira, 10 de julho de 2009

Já te disse?


Já te disse hoje que gosto muito de ti? Se não disse, perdoa-me, tenho o imprudente defeito de te deixar em expectação. Há algo que me une a ti, tão irremediavelmente que já nem exige significação prévia.
Seria um trilho demasiado arriscado a tomar.
Tal como Alberto Caeiro diz: “Pensar incomoda como andar à chuva. Quando o vento cresce e parece que chove mais”. E chuva, a mim não me aquece o coração, só me deixa os pés gélidos.

Já te disse que quando te vais embora, eu conto os passos que dás, até saíres do meu alcance? Não devo ter dito, presumivelmente irias considerar que eu compadecia de algum tipo de doença mental. Mas se ter saudades de te ter do meu lado, é uma doença, confesso-me doente agora mesmo perante ti.

Já te disse que quando escrevo para ti, não obtenho clareza no raciocínio, não desmembro a realidade da ficção. Porque me pareces tão real, mas ao mesmo tempo tão distante. E entro neste conflito: à espera de ver em ti a decifração para todos os meus enigmas e depois vem a translúcida ideia, que isso é impraticável.

Já te disse que tenho pânico de quando te aproximas da minha alma? Sim, agora sabes. É por isso que fujo de ti e te empurro. Sem efeito, voltas sempre. Porque me nomeias como o teu objectivo. E eu por momentos, até gosto. E aí eu percebo, que em ti, há um espírito lutador. Tal e qual, eu gosto que sejas. O que és em mim, faço questão de camuflar. O que sou para ti, fazes questão de verbalizar.

Já te disse que me trouxeste a paz suficiente, para eu me reconciliar com o meu coração? Não disse, mas tens em ti o dom de deixar tudo um pouco mais colorido. Não sei, deve ser por isso que te equiparo a um desenho animado.

Já te disse que jamais digo aquilo que objectivamente sinto na altura? Já te disse que tens muito tempo para aprenderes isso (a menos que leias isto)? Já te disse que fico feliz cada vez que recebo uma sms tua? Já te disse que quando não te digo nada, é quando mais penso em ti?

Já te disse que sou complicada? O que eu ainda não te disse, tenho a vida toda para dizer.

E tu, o que ainda não disseste hoje?

10 comentários:

ClaudiaMar disse...

Menina Katiusca, leva com mais um EXCELENTE e a conversa acaba aqui.
;)
Kiss

Fabiana Gomes disse...

Que texto mais lindo :')

Joana ' disse...

Oh BHGirl... Vê lá se passas a escrever um bocadinho, mas só um bocadinho, pior porque eu já começo a ficar sem palavras para comentar os teus textos... São sempre tão lindos, tão sinceros, tão emotivos!

Noto que o amor que vos une já dura há muito, que o mesmo tem vindo a fortificar-se com o tempo. Espero que tenham ainda muito tempo para lhe explicares tudo isso, que tenham décadas para se conhecerem, para contarem os segundos de ausência...

(Quem me dera ter o poder do querido Caeiro, de, simplesmente, não pensar.)

Hoje? Hoje penso que ainda não disse que me sentia sozinha... Mas pronto, está dito!

Beijinhos querida

Hermione disse...

bonito texto, com uma sóbria simplicidade. gostei :D

*IzzY_MeL* disse...

muito bem escrito! :)*

dinona disse...

Bem... ao chegar ao fim do texto sinto-me apaixonada :)
Que texto fantástico, pões por palavras o que te vai na alma e consegues fazer-me sentir isso ao ler-te :)

Beijocas

Anónimo disse...

Querida BrokenH, enganei-me ao chamar-te de Katiuska! Desculpa, não fiques a matutar! ;)
Um beijinho, Bom FDS

ClaudiaMar
micromacropuzzle.blogspot.com

ADEK disse...

posso fazer quotes ao meu namorado? é que eu n tenho jeito para escrever coisas assim:X *

André disse...

Esse vai-e-vem de emoções em que navegas, está embargado por um sentimento que é sem sombra de dúvida bastante fortalecido e que saí reforçado de cada capítulo menos deslumbra-te. Ainda assim denota-se bem a força do elo que te une a esse amor, uma força tremendamente umbilical que não pretendes de forma alguma cortar. Existem sentimentos que não precisam de ser largados ao mundo, anunciados em tons propagandísticos, pois esse amor na sua forma mais pura, têm dentro de si mesmo um amplitude tremenda que chega aonde quer chegar, quebrando e derrubando obstáculos inerentes ao percurso que tem que seguir rumo à felicidade.

Apostas nesse amor, sei que vindo de ti é uma aposta ganha. ; )
Eu dizia-te que ainda não te disse hoje, que ainda não enalteci a forma cativante com que escreves que nos prende de forma ímpar, mas tu sabes que o fazes de forma magnifica, continua a conquistar-nos desta forma. ; )

Beijinho grande BHGirl * ; )

messy disse...

Lindo* (:

Eu ainda não disse "pensei que nunca mais voltavas" e não sei se vai ser já hoje que o vou poder dizer /:

***